Vem cá, meu rei!


Deprecated: preg_replace(): The /e modifier is deprecated, use preg_replace_callback instead in /home/ricardomedinacom/public_html/wp-includes/functions-formatting.php on line 83

Caro amigo ABDULLAH AL-SAUD,

Quanta saudade! A última vez que nos vimos foi naquele almoço que seu colega imperador Fernando Henrique I ofereceu no Palácio Itamaraty para homenageá-lo, lembra-se?
Ah, éramos outros… Felizes, sem de tantas responsabilidades: você ainda príncipe-herdeiro e eu um simples jornalista prestigiando sua visita a Brasília. Aliás, aproveito para enviar uma foto sua que eu mesmo tirei e a matéria que fiz sobre aquele inesquecível momento quase família que desfrutamos.

Quando você se tornou rei, ano passado, queria ter ido abraçá-lo, mas a agenda sobrecarregada não me permitiu, pois estava prospectando novos empreendimentos. Espero que você tenha recebido meu telegrama e me perdoe a falta.
Mas, acabo de ter notícias suas. Soube que a revista Forbes apontou você como o monarca mais rico do mundo. 21 bilhões de dólares, rapaz!?! Ora, ora, veja só, escondendo o ouro, né? E eu que pensava que você ainda vivia com aquela mesada do reino.

Pois escrevo para dizer que você tirou a sorte grande duas vezes! Primeiro, é claro, recheando o bolso. Depois, por ter nas mãos uma oportunidade ex-tra-or-di-ná-ria de multiplicar seu faturamento, investindo no melhor negócio do momento na web: ações do MEDINAONLINE!

Blue chip, meu caro. Retorno garantido, liquidez imediata e valorização estratosférica. O mercado não fala outra coisa, já tem até lista de espera. Mas, fique tranqüilo, você está entre os parceiros preferenciais. Afinal, nada melhor que unir finanças e amizade. Marque a visita e irei aí pessoalmente apresentar-lhe essa barbada.

Bom, amigo, aguardo sua resposta. Recomendações a todos aí na nossa querida Arábia Saudita e que Alá o proteja!

Aquele abraço do velho amigo
Ricardo Medina

AbdullahAbdullah - matÃria blog.jpg

Foto e matéria (Jornal de Brasília, 2000): Ricardo Medina


0 Respostas para “Vem cá, meu rei!”

  1. Sem Comentários

Deixe um comentário